4 dicas para aumentar a produtividade em sua loja

Produtividade e rentabilidade estão diretamente ligadas. Quanto mais um processo de sua loja rende em termos de tempo e/ou dinheiro, maior é a sua produtividade – e vice-versa. Em tempos de crise de mercado, a rentabilidade pode ser um fator-chave para a sobrevivência de um negócio. Isso significa fazer o máximo possível com os recursos disponíveis.

Mas, afinal, como aumentar a produtividade de sua loja, sem prejudicar a qualidade dos serviços oferecidos? Estas dicas podem ajudar:

⠀ ⠀

1. Identifique as deficiências de produtividade

Você pode ler vários livros sobre produtividade com diferentes dicas. Porém, pode ser que demore a achar algo que realmente funcione para  o seu negócio. Por isso, é fundamental, antes de tudo, mapear os verdadeiros gargalos de produtividade de sua loja.  Muito melhor (e mais econômico) que ficar fazendo vários testes ou apenas seguir ferramentas que funcionam com outras empresas, é ir direto ao ponto no que efetivamente irá fazer diferença na sua loja.

Para isso, é importante fazer um acompanhamento rigoroso dos processos, medindo o que está dando certo e que pode ser replicado em outras áreas, e o que mais está gerando problemas de produtividade, para que sejam tomadas ações pontuais e específicas para resolver a situação.

Para refletir:

  • Você possui métricas e indicadores para avaliar a eficiência dos diferentes processos em sua loja? Se ainda não, o que é preciso fazer para definir esses indicadores?
  • Você consegue identificar os piores gargalos da suas operação e medir o impacto disso nos negócios? Se não, como você pode adotar esta disciplina?
  • Sua capacidade de decisão é orientada por informações e dados atualizados? Se não, o que você pode fazer para melhorar o gerenciamento das ações de sua loja?

2. Aproveite melhor a capacidade de seus recursos

Em tempos de orçamento apertado, aumentar a produtividade pode ser a saída para diminuir custos e/ou melhorar resultados. Portanto, é crucial avaliar cada processo de cada área de sua loja, estudando possíveis maneiras de potencializar seus efeitos.

A solução pode estar na instalação de um sistema de gestão que dê agilidade e diminua o tempo gasto com as operações administrativas da loja, por exemplo, ou mesmo no uso da sala de reuniões para oferecimento de cursos internos que aproveitem o conhecimento dos próprios colaboradores para capacitar a equipe.

Que tal?

Para refletir:

  • Como você pode evitar o uso ineficaz dos seus ativos, inclusive em relação ao excesso de tempo de inatividade?
  • Como você pode identificar possibilidades de melhor aproveitamento dos recursos dentro da loja?
  • De que forma a tecnologia pode lhe ajudar nesse sentido?

3. Potencialize o trabalho de seus colaboradores usando ferramentas digitais

O aumento da produtividade tem relação direta com o uso de ferramentas corretas – principalmente em trabalhos analíticos e ao mesmo tempo operacionais, como os das áreas de Contabilidade e Recursos Humanos, que envolvem legislações e regras rígidas, e que podem ter um aumento incrível de eficiência ao contar com a ajuda de sistemas que agilizem e automatizem grande parte dos processos. Nesse caso, além de mais agilidade, ganha-se também mais segurança das informações (evitando multas por descuido no tratamento de leis fiscais, por exemplo).

Ferramentas digitais como redes sociais internas, portais dos colaboradores, entre outros, podem contribuir para que as informações da empresa (normas, comunicados, etc.) fiquem concentradas em um só lugar, e também para que a comunicação entre as diferentes áreas aconteça de forma ágil, sem necessidade de conciliação de agendas para realização de reuniões, por exemplo.

Para refletir:

  • Como os dispositivos inteligentes, tais como tablets conectados, podem ajudar seus colaboradores a elevar sua produtividade estejam onde estiverem?
  • De que forma as  tecnologias digitais de comunicação poderia ajudar no aumento da produtividade da mão de obra da sua empresa?
  • A sua loja facilita e valoriza o conhecimento dos próprios colaboradores, incentivando a troca de informações entre os profissionais? Como as ferramentas digitais poderia lhe ajudar a fazer isso?

4. Verifique o nível de produtividade em todos as etapas dos processos

De acordo com uma pesquisa realizada pela Accenture Institute for High Performance, consultoria internacional especializada em alta performance, a produtividade nas empresas brasileiras muitas vezes se deteriora durante a transição de uma operação a outra devido à falta de eficiência no fluxo e no gerenciamento da informação. Por isso, é indispensável que seja medida a produtividade não apenas nas operações da loja, como venda e fechamento, mas também em todos os canais de contato com os clientes, como SAC e logística. 

É possível contar com a ajuda de parceiros e fornecedores para gerenciar as informações externas e usar esses dados para melhorar os processos como um todo. Analisando as reclamações dos clientes, dá para identificar em que ponto há mais problemas de produtividade que refletem no relacionamento com o consumidor. Exemplo: pode ser que a demora para o registro das notas fiscais no sistema é que esteja causando o atraso nas entregas, e não o serviço logístico em si.

Para refletir:

  • A sua loja possui processos e estruturas para fornecer a informação certa à pessoa certa, no formato certo e na hora certa, em qualquer ponto da sua empresa?
  • O seu negócio tem uma plataforma integrada de dados que permeie os diferentes departamentos da organização e dê aos tomadores de decisão uma visão em comum do desempenho da empresa? Se não, que medidas você pode tomar para criar essa plataforma?
  • De que forma parceiros e fornecedores podem lhe ajudar na coleta de informações externas que lhe ajudem nas melhorias dos processos internos?

Obviamente, para cada empresa há caminhos específicos a serem seguidos, por isso é tão importante que você utilize as perguntas que destacamos nos itens “Para refletir” como base de orientação do seu processo de mudança. Isso vai ajudá-lo a encontrar as melhores soluções para a SUA loja!

Então, pronto para começar a revolução de produtividade aí em sua loja? 

Fonte: www.blog.gazinatacado.com.br

Como aumentar a produtividade dos funcionários no varejo

A produtividade dos trabalhadores no Brasil é um dos grandes desafios a serem superados. Para se ter uma ideia, de acordo com um levantamento feito pela empresa de pesquisas Conference Board, em 2015, um profissional norte americano produzia quatro vezes mais que um brasileiro.

Quando olhamos para o Varejo nacional, que ostenta o título de empregador de um em cada cinco profissionais, vemos que há gargalos a serem melhorados.

Num recorte específico dos pequenos estabelecimentos comerciais, que compõem a maior parte da malha do segmento, o cenário é preocupante: elas produzem 49,3% a menos que a média de todo o setor, conforme estudo da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (Fecomercio SP).

Diante disso, todo esforço para melhorar a produtividade dos funcionários no Varejo é fundamental…

Mas como fazer isso na prática?

É o que vamos discutir neste artigo. A seguir, você verá algumas dicas para melhorar desempenho e transformar a força produtiva dos seus colaboradores. Acompanhe!

Treine e estimule a reciclagem do conhecimento

A rotina agitada do dia a dia faz com que muitas empresas varejistas deixem de lado, ou não apliquem com a profundidade ideal, ações de treinamento. E uma boa estratégia de capacitação faz toda a diferença.

Seja em qual for o setor do negócio, os funcionários devem estar sempre a par das novidades em processos, práticas, ferramentas tecnológicas e métodos de trabalho. O ideal é que os treinamentos sejam feitos antes da implementação dessas modificações, para dar tempo de todo o time tirar suas dúvidas, testar e até sugerir modificações.

Um outro ponto importante é a reciclagem periódica de práticas e habilidades, sobretudo nas áreas estratégicas como vendas e atendimento ao cliente. Ao estimular o aprendizado constante, além de garantir melhor assimilação dos processos, o empregador também engaja melhor seus colaboradores e os deixa mais animados.

Defina e controle indicadores de desempenho

A criação de indicadores de desempenho voltados para a produtividade é importante por várias razões: do direcionamento do que deve ser realizado até a facilidade de mensurar resultados, passando por melhor aferimento de atingimento de metas para bonificar e remunerar, além de dar aos gestores mais insumos para tomar decisões relacionadas ao retorno sobre os investimentos (ROI).

Na área de vendas, por exemplo, é importante medir a quantidade de clientes atendidos, o tempo médio de atendimento, a quantidade de reclamações e elogios dos clientes etc. Cada departamento dentro do negócio tem seus próprios indicadores e eles devem estar claro para todos os envolvidos, pois servem de guia e estimulam as pessoas a produzir mais e melhor.

Invista em tecnologia

Um dos entraves para a baixa produtividade dos trabalhadores brasileiros na comparação com os americanos, de acordo com a Conference Board, é a timidez do nosso empresariado para implementar recursos tecnológicos.

O Varejo, nos últimos anos tem despertado para o poder da tecnologia em diversas aplicações, de softwares de gestão a equipamentos que facilitam as atividades dos profissionais até soluções mais sofisticadas de análise de dados para tornar a gestão mais inteligente e orientada a dados.

Também os incrementos na infraestrutura de TI para suportar a escala de volume de processos com o crescimento do negócio é cada vez mais importante.

Ao implementar o uso de coletores de dados para fazer a gestão de estoques (conferências de recebimento, distribuição interna, inventários periódicos etc.), é possível reduzir drasticamente o tempo que o funcionário gasta. Eliminando o trabalho manual e integrando os controles, além de elevar a produtividade do funcionário no dia a dia operacional, também ganha-se com a segurança da informação e a diminuição de erros e retrabalhos.

Fonte: www.compextec.com.br

Quando contratar uma consultoria empresarial?

Muitas empresas veem a consultoria como uma ferramenta de gerenciamento de crise. E de fato ela é, mas será que o auxílio de uma consultoria só é válida quando a crise já se instaurou?

A resposta é não. O meio empresarial atualmente é extremamente concorrido. Todos os dias surgem novas empresas e novos produtos para um público que também está cada vez mais exigente. Por esse motivo, muitas empresas ficam para trás e tem que fechar as portas em pouco tempo.

Para conseguir driblar esses desafios, muitas empresas têm investido em consultorias especializadas focadas nos benefícios que elas podem trazer.

Na verdade, o serviço de uma consultoria é sempre um investimento positivo. Como o papel da consultoria é diagnosticar e solucionar problemas, o consultor consegue enxergar mais longe e se antecipar a um problema que ainda nem aconteceu, evitando o desgaste da empresa.

Além disso, a consultoria pode desenvolver habilidades que sejam diferenciais competitivos no mercado, como é o caso da liderança.

Algumas questões são importantes na hora de pensar em contratar uma consultoria, como a disponibilidade de tempo e recursos da empresa, mas principalmente qual consultoria contratar.

Nesse momento, é necessário buscar uma consultoria qualificada e focada nos seus objetivos.

E você, já pensou em contratar uma consultoria empresarial?

Se sim, conheça a Escola de Líderes que Inspiram. Consultores experientes e qualificados auxiliar a sua empresa a melhorar os seus resultados, engajar sua equipe e desenvolver sua habilidade de líder.

Ficou interessado? Entre em contato conosco.

Entre em contato e saiba mais: 85 99678-0474

contato@kmpartners.com.br

O papel do gestor no desenvolvimento de gerentes

Ainda existe certa confusão acerca do papel do gestor e do gerente dentro das organizações. Algumas pessoas pensam que eles exercem funções bastante similares, porém existe grande diferença entre elas. Você sabe qual é?

Em suma, o gestor tem um papel voltado para a administração, voltado para a empresa como um todo. É o gestor que define metas e planos de ação, por exemplo. Também, em muitas empresas, o gestor é responsável por delegar as tarefas para cada funcionário. Ou seja, todo o planejamento estratégico da organização cabe ao gestor. Já, o gerente têm uma função mais operacional e atua para que os objetivos definidos pelo gestor sejam atingidos.

É fácil perceber que o papel de gestor e gerente é complementar e ambos essenciais para um bom andamento do negócio. Por isso, a comunicação entre eles deve ser clara, para que ambos entendam o que é esperado um do outro.

Além disso, um bom gestor auxilia o trabalho dos demais, principalmente do gerente. Quando estabelece metas plausíveis e um plano de ação coerente fica mais fácil para o gerente atuar para colocá-lo em prática. Mas, um dos principais pontos que um gestor focado em resultados deve prezar é investir em capacitação. Muitas vezes, um gerente com grande potencial deixa seu talento ser desperdiçado pois não sabe como desenvolver suas capacidades. Quando isso acontece, todo mundo perde. Tanto o gestor que perde a oportunidade de ter um profissional qualificado dentro da empresa, quanto para o próprio gerente que deixa de ter seu trabalho valorizado.

Para solucionar o problema, já existem cursos voltados especificamente treinar gerentes para serem profissionais capacitados e de excelência. Cada empresa deve procurar um curso específico e que mais se adequa às suas necessidades.

Se você é gestor e quer investir em treinamento para o seu gerente buscando potencializar seus resultados, nós temos uma curso desenvolvido para você.

Conheça o Curso de Formaçao de Gerentes. O curso conta com facilitadores com mais de 20 anos de experiência, exclusivo Método Klappen e mais de 80 horas de treinamento.

Entre em contato e saiba mais: 85 99678-0474

contato@kmpartners.com.br

Quais os benefícios de uma consultoria para sua empresa?

Ainda existem pessoas que acreditam que o ingrediente mais importante para um bom gestor é o talento. Quem nunca ouviu falar de alguém que “nasceu para ser administrador”?

Apesar, de realmente haver pessoas com o dom para gestão, muitas vezes até os melhores gestores podem se sentir perdidos na hora de tomar algumas decisões estratégicas  para a empresa. O que acontece muitas vezes é que os gestores estão tão envolvidos nos seus projetos, que acabam não tendo como fazer uma análise mais completa da empresa, logo não conseguem se antecipar aos problemas que podem surgir.

É nesse momento que uma consultoria se faz tão necessária. Primeiramente, o consultor irá analisar o funcionamento da empresa e realizar um diagnóstico completo. Mediante este diagnóstico, é proposto um plano de ação buscando as solucionar os possíveis problemas encontrados.

Nesse sentido, a consultoria pode trazer diversos benefícios para a empresa, como ter uma pessoa qualificada e especializada para propor um plano de ação dentro das realidades de cada empresa, acelerar processos que estavam estagnados, a consultoria têm o poder de motivar os funcionários e gestor.

Além disso, um consultor externo é mais barato do que investir em um funcionário que exerça a mesma e função, sem falar que durante o período em que é realizada a consultoria o consultor trabalha focado na empresa, não medindo esforços para que a empresa consiga alcançar todo o seu potencial.

E você, está interessado(a) nos benefícios que uma consultoria pode trazer para sua empresa?

Conheça a Escola de Líderes que Inspiram. Uma consultoria de referência e larga experiência no mercado. Com metodologia diferenciada e consultores capacitados você conseguirá melhorar os seus resultados, engajar sua equipe e desenvolver suas habilidades de líder.

Para mais informações:

(85) 99993-1902

contato@kmpartners.com.br

Você realmente sabe do que se trata uma consultoria?

De uns tempos para cá, o termo consultoria têm se tornado cada vez mais popular. Porém, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o trabalho do consultor e sobre como uma consultoria funciona. Se esse é o seu caso, continue a leitura que nós  esclarecer tudo para você.

O primeiro modelo de consultoria de que se têm notícia rementa aos tempos da Antiguidade, onde os sacerdotes faziam o papel de conselheiros de seu povo em diversos assuntos, com o intuito de melhorar a vida e o convívio entre os cidadãos.

Já a consultoria como a conhecemos hoje, ganhou notoriedade durante dois grandes momentos de instabilidade do mercado: a crise de 1929 e na expansão econômica do pós-guerra.

Mas afinal de contas, o que é consultoria? Nesse momento, você já deve ter deduzido que o papel da consultoria está fortemente ligada à resolução de problemas. E é isso mesmo. A consultoria é um serviço oferecido para diagnosticar e solucionar problemas, seguindo um plano de ação. Atualmente, existe consultoria para os mais diversos assuntos, mas é no meio empresarial que ela é mais popular e nesse artigo vamos nos focar nela.

O papel do consultor nas empresas é essencial, pois muitas vezes, os gestores não conseguem detectar onde está o problema e estão fadados à continuar errado. Por isso, o consultor se compromete a: analisar o mercado no qual o negócio está inserido,  identificar os pontos fortes e fracos da empresa, suas oportunidades e ameaças, detectar os problemas da empresa e propor um plano de ação de melhoria para solucioná-los. E tudo isso têm um único objetivo: melhorar os resultados da empresa.

Se você interessou sobre o assunto e quer saber mais sobre como você pode alavancar os seus resultados com uma Consultoria? Conheça a Escola Lideres que inspiram. Com conteúdo que alia a teoria e prática e metodologia e didática diferenciadas, Kelly Malheiros e Jacyel Mattoso desenvolvem as habilidades essenciais para o desenvolvimento do seu negócio.

Entre em contato e saiba mais: (85) 99678-0474

contato@kmpartners.com.br

Você conhece a importância da consultoria para o seu negócio?

De uns tempos para cá, o termo consultoria têm se tornado cada vez mais popular. Porém, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre o trabalho do consultor e sobre como uma consultoria funciona. Se esse é o seu caso, continue a leitura que nós esclareceremos tudo para você!

O primeiro modelo de consultoria de que se têm notícia rementa aos tempos da Antiguidade, onde os sacerdotes faziam o papel de conselheiros de seu povo em diversos assuntos, com o intuito de melhorar a vida e o convívio entre os cidadãos.

Já a consultoria como a conhecemos hoje, ganhou notoriedade durante dois grandes momentos de instabilidade do mercado: a crise de 1929 e na expansão econômica do pós-guerra.

Mas afinal de contas, o que é consultoria? Nesse momento, você já deve ter deduzido que o papel da consultoria está fortemente ligada à resolução de problemas. E é isso mesmo. A consultoria é um serviço oferecido para diagnosticar e solucionar problemas, seguindo um plano de ação. Atualmente, existe consultoria para os mais diversos assuntos, mas é no meio empresarial que ela é mais popular e nesse artigo vamos nos focar nela.

O papel do consultor nas empresas é essencial, pois muitas vezes, os gestores não conseguem detectar onde está o problema e estão fadados à continuar errado. Por isso, o consultor se compromete a: analisar o mercado no qual o negócio está inserido,  identificar os pontos fortes e fracos da empresa, suas oportunidades e ameaças, detectar os problemas da empresa e propor um plano de ação de melhoria para solucioná-los. E tudo isso têm um único objetivo: melhorar os resultados da empresa.

Se você interessou sobre o assunto e quer saber mais sobre como você pode alavancar os seus resultados com uma Consultoria? Conheça a Escola Lideres que inspiram. Com conteúdo que alia a teoria e prática e metodologia e didática diferenciadas, Kelly Malheiros e Jacyel Mattoso desenvolvem as habilidades essenciais para o desenvolvimento do seu negócio.

Entre em contato e saiba mais: 85 99678-0474

contato@kmpartners.com.br

Gerentes de sucesso: o que eles têm em comum?

O mercado varejista está em ampla expansão no Brasil. Isso quer dizer, que todos os dias novos concorrentes surgem no mercado e como em qualquer outra profissão, o  gerente deve estar sempre se atualizando se quiser ter sucesso na carreira. Dessa forma, eles conseguem desenvolver habilidades que são importantes para que eles possam exercer sua função da melhor forma possível.

O papel do gerente é fundamental e estratégico, por isso essas habilidades são tão valorizadas no mercado de trabalho. Todo gerente de sucesso entende sua importância e atua como um agente de mudança dentre da empresa. Para isso, eles compartilham a:

Habilidade de lidar com pessoas: Como o papel do gerente exige que eles esteja o tempo todo em contato com outras pessoas, dominar técnicas para manter um bom relacionamento interpessoal com clientes e funcionários é essencial.

Não têm medo de tomar decisões: Um bom gerente entende sua importância dentro da empresa e sabe que sua posição impõe responsabilidades, o que requer que a tomada de decisão seja rápida e assertiva.

Atua para a motivação e engajamento da equipe: O trabalho do gerente também depende da sua equipe. Em qualquer profissão, uma equipe motivada e feliz produz mais resultados e o gerente de excelência sabe disso e está sempre em busca de melhorar o clima organizacional.

Valoriza o Feedback: O Feedback é essencial para nortear o trabalho de qualquer profissional. Sabendo se está produzindo de forma satisfatória ou o que precisa melhorar passa uma segurança para o funcionário de que ele está no caminho certo. Para o gerente, dar e receber Feedback é importante para que essa segurança seja atingida.

Para você gerente ou gestor que quer investir em capacitação para alcançar a excelência, conheça nosso Curso de Formação de Gerentes.

Facilitadores com experiência no varejo, mais de 80 horas de treinamento, abordagens práticas e exclusivo método Klappen.

Essa é a chance de você se tornar o profissional de sucesso que você sempre quis ser.

Entre e contato e saiba mais:  85 99678-0474

contato@kmpartners.com.br